Outra retrospectiva literária de 2014

Adorei a ideia da Mayumi de fazer uma retrospectiva do que ela leu em 2014 e resolvi copiar 😉 No começo do ano, eu tinha me proposto a ler de acordo com alguns critérios para diversificar a leitura. Não acabei seguindo as regras por muito tempo, mas acho que consegui ler coisas bem diversas… Já veremos. Em termos de quantidade, a meta era ler pelo menos cinco livros por mês (60 no total).

Como a Mayumi fez, segue a minha lista com todos os livros lidos, com a seguinte “classificação”:
(***) Recomendo fortemente
(**) Gostei, mas não tanto quanto outros
(*) Não me empolgou

1 – Fim – Fernanda Torres (*)
2 – O eterno marido – Fiódor Dostoiévski (**)
3 – Em busca de Curitiba perdida – Dalton Trevisan (**)
4 – Norwegian Wood – Haruki Murakami (***)
5 – As pernas da tia Corália – Antonio Prata (*)
6 – O curioso caso de Benjamin Button e outras histórias da era do jazz – F. Scott Fitzgerald (***)
7 – Rilke Shake – Angélica Freitas (***)
8 – Akira – Katsuhiro Otomo (***)
9 – Um útero é do tamanho de um punho – Angélica Freitas (***)
10 – História universal da infâmia – Jorge Luis Borges (*)
11 – A rainha dos cárceres da Grécia – Osman Lins (**)
12 – O que deu para fazer em matéria de história de amor – Elvira Vigna (***)
13 – K. – Bernardo Kucinski (**)
14 – Breakdowns – retrato do artista quando jovem – Art Spiegelman (***)
15 – Cartas a um jovem poeta/Canção de amor e morte do porta estandarte Cristovão Rilke – Rainer Maria Rilke (**)
16 – A metamorfose – Franz Kafka (***)
17 – Um, dois e já – Inés Bortagaray (***)
18 – Formas de voltar para casa – Alejandro Zambra (***)
19 – Olhe para mim – Jennifer Egan (**)
20 – Rabo de baleia – Alice Sant’Anna (***)
21 – Dias perfeitos – Raphael Montes (**)
22 – Fábulas para adulto perder o sono – Adriane Garcia (**)
23 – Mary Poppins – P.L. Travers (***)
24 – Deixei ele lá e vim – Elvira Vigna (***)
25 – Sagarana – João Guimarães Rosa (***)
26 – Garota exemplar – Gillian Flynn (***)
27 – O que os olhos não vêem – Ruth Rocha (**)
28 – Ligue os pontos – Gregorio Duvivier (**)
29 – As aventuras de Huckleberry Finn – Mark Twain (***)
30 – Nu, de botas – Antonio Prata (***)
31 – Jornal da guerra contra os taedos – Manoel Carlos Karam (***)
32 – Beatriz – Cristóvão Tezza (**)
33 – PS Beijei – Adriana Falcão e Mariana Veríssimo (**)
34 – Chá das cinco com o vampiro – Miguel Sanches Neto (*)
35 – O inventário das coisas ausentes – Carola Saavedra (***)
36 – Nada a dizer – Elvira Vigna (***)
37 – Chapeuzinho amarelo – Chico Buarque (***)
38 – Sonho interrompido por guilhotina – Joca Reiners Terron (*)
39 – Slam – Nick Hornby (**)
40 – Dora – Bianca Pinheiro (**)
41 – Meus desacontecimentos – a história da minha vida com as palavras – Eliane Brum (***)
42 – O velho e o mar – Ernest Hemingway (***)
43 – Cecília não é um cachimbo – Assionara Souza (**)
44 – Um tal Lucas – Julio Cortázar (***)
45 – A origem do mundo – Jorge Edwards (**)
46 – A festa da insignificância – Milan Kundera (***)
47 – Terra e cinzas – Atiq Rahimi (**)
48 – Sandman edição definitiva vol. 2 – Neil Gaiman (***)
49 – Como eu se fiz por si mesmo – Jamil Snege (***)
50 – O único final feliz para uma história de amor é um acidente – João Paulo Cuenca (**)
51 – Sejamos todos feministas – Chimamanda Ngozi Adichie (***)
52 – Desenhos invisíveis – Gervasio Troche (***)
53 – Niketche – uma história de poligamia – Paulina Chiziane (***)
54 – Cumbe – Marcelo D’Salete (**)
55 – Onde vivem os monstros – Maurice Sendak (***)
56 – O mundo pós-aniversário – Lionel Shriver (**)
57 – 31 canções – Nick Hornby (***)
58 – Como ficar podre de rico na Ásia emergente – Mohsin Hamid (***)
59 – Noites de alface – Vanessa Barbara (***)
60 – A especulação imobiliária – Italo Calvino (**)
61 – Nadando de volta para casa – Deborah Levy (***)
62 – Por escrito – Elvira Vigna (***)
63 – Como ser legal – Nick Hornby (**)
64 – Educação – o roteiro – Nick Hornby (**)
65 – Copacabana Dreams – Natércia Pontes (**)
66 – O filho eterno – Cristovão Tezza (***)
67 – A possibilidade de uma ilha – Michel Houellebecq (***)
68 – Não sou uma dessas – Lena Dunham (***)
69 – Tartarin de Tarascon – Alphonse Daudet (***)
70 – Papai! – Philippe Corentin (**)
71 – Vício inerente – Thomas Pynchon (***)

Não sei fazer listas top 5, top 10, top 70… então só dá mesmo é pra fazer uma retrospectiva com tudo. Se eu tivesse que escolher um desses livros apenas para recomendar, não sei, sem pensar muito, acho que ia de “Deixei ele lá e vim”, da Elvira Vigna. Mas tem muita coisa boa na minha retrospectiva. Em geral, gostei muito das leituras.

Entre os critérios que eu tinha estabelecido havia livros escrito por mulheres (26 de 71), autor brasileiro (34 de 71) e quadrinhos (6 de 71). Deu pra notar que até fui bem nos dois primeiros, mas que li muito pouco quadrinhos ano passado. Já no quesito novos autores, conheci 49 escritores que nunca tinha lido até 2014. O destaque foi a Elvira Vigna, de quem gosto de tudo e, depois do primeiro, acabei lendo outros três livros, tudo no ano passado.

Pra 2015, a meta é ler o que tenho em casa e evitar comprar novos livros (como eu havia me proposto em 2014, mas as coisas rapidamente saíram do controle. Não faço nem ideia de quantos livros comprei; foram muitos). Também tenho um projeto/desafio de ler um livro de cada estado brasileiro (na mesma proposta de diversificar leituras e conhecer coisas novas. Escrevo sobre isso em um outro post).

E, claro, escrever no blog. Com frequência.

Anúncios

4 respostas em “Outra retrospectiva literária de 2014

  1. Acho que vou aproveitar sua lista pra ver o que vou querer emprestado de livros seus hehe
    Engraçado ver que você leu tanta coisa da Elvira Vigna, e eu li um livro dela em 2014 e não gostei muito. Provavelmente darei uma segunda chance.
    E quando crescer quero ser igual a você, 71 livros num ano é muita coisa 😉

    • Siiiim! É só dizer que eu te empresto. Aliás, tenho que te devolver teus livros!!
      E a Elvira merece uma nova chance sim :))
      Sabe que em 2015 não vou ligar muito pro número de livros lidos. Se eu ler bons livros e puder ler todos os dias, ainda que um pouquinho, já estará ótimo 😀

  2. Pingback: Um estado, uma leitura: uma meta literária para 2015 | Do que eu falo quando eu falo de leitura

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s